outra proposta

cultura e arte local de porto alegre

P. F Gastal

agenda.jpgSala P. F. Gastal | João Goulart, 551 | Usina do Gasômetro

[+]
Você sabia que o jornalista Paulo Fontoura Gastal nasceu em Pelotas e é considerado um dos melhores críticos de cinema que o Estado já teve? Leia mais abaixo.

> Agenda De 21 à 26 de agosto
16:00 – Um Só Pecado
18:30 – O Quarto Verde
20:30 – Um Só Pecado

> Próxima semana

Quarta-feira (29 de agosto)

18:30 – Um Só Pecado
20:30 – O Quarto Verde

Quinta-feira (30 de agosto)

16:00 – Um Só Pecado
18:00 – Um Só Pecado

Sexta-feira (31 de agosto)

Sala fechada, em virtude da abertura da exposição
em comemoração aos 50 anos do grupo RBS

Sábado (1º de setembro)

Festival Internacional de Curtas de São Paulo (aguarde divulgação)

Domingo (2 de setembro)

16:00 – Um Só Pecado
18:30 – Um Só Pecado
20:30 – Um Só Pecado

Em cartaz

DA WIKIPEDIA | François Truffaut (Paris, 6 de Fevereiro de 1932 — Neuilly-sur-Seine, 21 de Outubro de 1984) foi um cineasta francês. Ele foi um dos fundadores do movimento nouvelle vague e um dos maiores ícones da história do cinema do século XX. Em quase 25 anos de carreira como diretor, Truffaut dirigiu 26 filmes. Conseguiu conciliar um grande sucesso de público e de crítica na maior parte deles. Os temas principais de sua obra foram as mulheres, a paixão e a infância. Além da direção cinematográfica, Truffaut foi também roteirista, produtor e ator.

[+] leia mais sobre a nouvelle vague aqui.

Um Só Pecado (La Peau Douce) traz no elenco a atriz Françoise Dorléac, irmã
de Catherine Deneuve, que morreu num acidente de carro justamente no momento
em que começava a ficar famosa. O filme mostra a relação adúltera de um
empresário casado com uma jovem aeromoça, com trágicas conseqüências.

O Quarto Verde (La Chambre Verte) é uma adaptação de uma novela do
escritor Henry James. Trata-se do filme mais sombrio de Truffaut, sobre um
homem obcecado pela morte de sua esposa. O diretor, que também assumiu o
papel de protagonista do filme, tentou recriar o clima das novelas góticas
de horror, criando um trabalho angustiante e por vezes assustador,
homenageando ainda o cinema de horror.

trailer

youtube La Peau douce (François Truffaut, 1964) (legenda em inglês)

Paulo Fontoura Gastal (1922-1996)

foto: clicrbs/divulgação | Nascido em Pelotas, Paulo Fontoura Gastal começou a escrever sobre cinema no jornal Pelotense Diário Popular, em 1941, quando tinha 17 anos. No final dos anos 40, transferiu-se para Porto Alegre. 

P F, como era conhecido pelos amigos, foi um dos fundadores do Clube de Cinema de Porto Alegre. O Clube foi fundado em abril de 1948, no Auditório do Correio do Povo quando o jovem jornalista tinha apenas 26 anos. Foi eleito presidente para a primeira gestão. Havia chegado há apenas cinco anos de Pelotas e ainda não escrevia para jornal.

Em paralelo a história ininterrupta de atividades do Clube, esteve o desenvolvimento de Gastal enquanto crítico de cinema. Trabalhou de 1949 a 1979 no Correio do Povo. Gastal é, ainda, um dos criadores do Festival de Gramado, no início dos anos 70. Foi patrono da Feira do Livro em 1992.

[+] Fonte: LUNARDELLI, Fatimarlei. Quando éramos jovens: história do Clube de Cinema de Porto Alegre. Porto Alegre: Editora da Universidade, 2000.

Anúncios
 
%d blogueiros gostam disto: